Obra de duplicação entre Guarapari e Anchieta é retomada

241

A partir deste mês de agosto, após paralisação momentânea por conta da pandemia da Covid-19, a concessionária Eco101 retoma a duplicação de mais 22 quilômetros da BR-101 entre os municípios de Guarapari e Anchieta, no Espírito Santo.

O trecho vai do km 335 ao 357,7 e a duplicação conta com investimentos de cerca de R$ 122 milhões.

Segundo a concessionária, a duplicação proporcionará modernização da rodovia, mais conforto e segurança aos usuários.

As obras possibilitam a geração do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), tributo que beneficia os municípios em que as obras são realizadas, gerando valores que representam em média 5% do total pago pelos serviços realizados.

Até o momento, foram realizados o resgate e remanejo de fauna. A partir de agora, equipes seguirão com os serviços de supressão vegetal e também deram início aos serviços de terraplanagem, fase em que são realizadas as movimentações de terra para construção da nova pista.

De acordo com o diretor superintendente da Eco101, Carlos Eduardo Xisto, com a duplicação deste trecho, a concessionária construirá duas novas interseções em Anchieta.

A primeira será na altura do km 354, permitindo os movimentos de acesso ao bairro Jabaquara e conexão à rodovia estadual ES-146, que permite o acesso às praias de Anchieta, Ubu e ao Porto da Samarco.

A segunda será no km 357,7, dando acesso ao município de Alfredo Chaves pela rodovia estadual ES-146.

“As duas interseções serão dotadas de viadutos, que permitirão os movimentos de entrada, saída e cruzamento da BR-101 de maneira segura sem a necessidade de parar ou cruzar com os veículos que estiverem viajando pela rodovia”, detalhou o diretor.

Ele explicou ainda que serão construídas quatro pontes neste trecho: uma no km 337,2 sobre o Rio Conceição com 18,40 m de extensão; outra no km 339,3 sobre o Rio Jabuti, com 70,51 m de extensão; a terceira estrutura sobre o Rio Grande no km 347,9 com 11,90 m de extensão; e por último a ponte sobre o Rio Benevente, no km 354,7, com 94 m de extensão. Nestes pontos, as pontes existentes na rodovia também passarão por obras de restauração e modernização.

Segundo a empresa, após a conclusão da obra, todo o trecho contará com duas faixas para cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de segurança de concreto.

A previsão é de que os serviços sejam concluídos em cerca de dois anos.

Além da nova duplicação, neste segundo semestre serão entregues os 15 km finais de pista duplicada entre Viana e Guarapari, contando com os dois novos viadutos – no km 321, em Amarelos e km 335, no trevo de Guarapari.

Dentro do cronograma de obras e investimentos da concessionária, além de Viana a Guarapari (30 km), já foram entregues trechos duplicados em Anchieta (2,5 km), Ibiraçu (4,5 km), João Neiva (2,5 km), e o contorno de Iconha (7,8 km), o que totalizará, 47,3 km de pista duplicada, até o final de 2020.

Informações: G1/ES