Mergulhador é engolido por baleia e diz: ‘abriu a boca para me cuspir’

386

Imagens registraram momento preciso em que Rainer Schimpf foi abocanhado pela baleia

O mergulhador profissional sul-africano Rainer Schimpf foi engolido por uma baleia na cidade de Porto Elisabete, na África do Sul. Enquanto o homem gravava predadores se alimentando de sardinhas na costa meridional do continente africano, uma gigante baleia-de-Bryde, que pesa em torno de meia tonelada, estava o abocanhando.

‘Jonas na baleia’?

Schimpf ainda disse que sentiu uma pressão nas suas costelas e não conseguiu ver a aproximação da baleia, que, segundo ele, o soltou quando percebeu que estava abocanhando um bicho enorme vestido numa roupa de mergulho. Em uma história quase similar ao mito bíblico de ‘Jonas na Baleia’, que ficou três dias dentro do animal, o mergulhador sul-africano acabou passando apenas alguns segundos entre os dentes do mamífero marinho.

“Eu estava filmando golfinhos, tubarões, pinguins e aves que se alimentam de sardinhas, quando, das profundezas, uma baleia Bryde surgiu, engolindo tudo em seu caminho. Foi apenas uma questão de segundos antes que a baleia percebesse seu erro e abrisse a boca para me cuspir”, afirmou o mergulhador à AFP.

Ao invés de entrar em estado de choque e voltar pra casa após uma experiência de quase-morte, Rainer Schimpf logo se recuperou e voltou a fotografar os tubarões que nadavam pelas águas de Porto Elisabete. Haja coração, hein?

“Verificamos que o equipamento estava ok, que eu não tinha ossos quebrados, que tudo estava no lugar. Adrenalina ao máximo, eu não queria perder essa sessão de mergulho, voltei para a água, dessa vez em busca de tubarões. Predadores como baleias ou tubarões vão com tudo sobre suas presas e muitas vezes nossa visibilidade é extremamente baixa”, completou.