Julgamento do prefeito de São Mateus é adiado pelo TSE

176

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adiou, mais uma vez, o julgamento do recurso do prefeito de São Mateus, Daniel Barbosa, mais conhecido como Daniel da Açaí (PSDB). Os ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes acolheram o recurso de Daniel, mas o ministro Tarcisio Vieira de Carvalho pediu vista do processo. 

O caso 

O prefeito foi condenado pelo TRE capixaba, em maio de 2017, por abuso de poder. Daniel é acusado de distribuir água potável para a população em um momento de crise hídrica no município, em 2015, perto do período eleitoral. O prefeito recorreu e, depois de ter todos os recursos negados pelo TRE, conseguiu uma liminar para se manter no cargo, enquanto o processo é analisado pelo TSE.  

Para a 262

Casagrande solicitou recursos ao governo federal para recuperar a BR 262. Por conta das fortes chuvas, nos últimos dias houve 52 quedas de barreiras e alguns trechos chegaram a ficar interditados. Para o governador, as chuvas mostraram a fragilidade da rodovia.

Omissão

Em reunião com o governador, nesta quinta-feira (21), o senador capixaba Fabiano Contarato (Rede) acusou o governo federal de omissão no combate às manchas de óleo que atingiram praias no litoral brasileiro. Segundo o parlamentar, se não fosse a ação dos governos estaduais e das prefeituras, os danos poderiam ser piores.

Última rodada

Está aberta a última rodada de votação do edital de emendas parlamentares do deputado federal capixaba Felipe Rigoni (PSB). O eleitor poderá escolher propostas em cinco categorias: agricultura, assistência social, ciência e tecnologia, meio ambiente e turismo. As duas primeiras rodadas, nas áreas de saúde e educação, reuniram mais de 17 mil votos.

Disputa

Linhares, São Mateus, Vitória e Anchieta concorrem com dois projetos cada. Laranja da Terra, Aracruz e Ibitirama estão representados por um projeto cada. O edital vai definir a aplicação de R$ 12 milhões em emendas parlamentares. A votação fica aberta até a próxima quarta-feira (27) e deve ser feita por meio do aplicativo “Nosso Mandato”.

Proíbe condenados 

Vereadores de Vitória aprovaram projeto que proíbe nomeação de pessoas condenadas pela Lei Maria da Penha para cargos comissionados na Câmara da capital. Todos os parlamentares foram a favor da proposta, durante sessão nesta quinta-feira.

Fonte: folhavitoria