Enivaldo quer saber se a Vale armazena material que causou tragédia no Libano

321

Preocupado com a possibilidade de portos capixabas possuírem as mesmas condições favoráveis a uma tragédia como a provocada em Beirute, no Líbano, o deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) oficiou nesta manhã aos órgãos de controle ambiental para que investiguem, “com urgência”, essa possibilidade.

O pedido foi feito,inicialmente, à Secretaria de Estado de Meio-Ambiente e ao IEMA – Instituto Estadual de Meio Ambiente, com prioridade para o complexo portuário de Tubarão, ao norte de Vitória, pertence à companhia Vale.

“Acredito que a Vale armazena em Tubarão o mesmo produto que provocou a explosão em Beirute no Líbano, o nitrato de amônia, que é usado como fertilizante. Mas é necessário verificar também no Porto de Vitória e Vila Velha. É preciso apurar se eles armazenam esse produto e se tomam os devidos cuidados no armazenamento”, disse o líder do PSD.

Enivaldo dos Anjos quer que sejam feitas diligências dos órgãos ambientais a esses locais e que seja dada transparência ao ato, “com a divulgação dos resultados das visitas para conhecimento da sociedade capixaba”.