Suspeito de chefiar tráfico também é apontado pela polícia como autor da morte de universitária em 2018

Um dos criminosos apontado como suspeito de atirar e matar a universitária Thaís Oliviera Rodrigues, de 22 anos, em agosto do ano passado, na região da Grande Terra Vermelha, foi preso pela polícia no fim da tarde de domingo (26).

De acordo com a polícia, Marco Antônio Rodrigues Galdino, conhecido como “Neco” possui uma ficha criminal extensa, com dez mandados de prisão em aberto, todos por homicídio.

No dia da morte de Thaís, o veículo era conduzido pela tia. Além dela, a jovem estava acompanhada da mãe, da avó e uma irmã. O carro com as vítimas foi atingido por vários disparos de arma de fogo. Um deles acertou as costas da universitária, que não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois no hospital. A avó de Thaís também foi atingida por um tiro e sobreviveu.

O criminoso estava sendo procurado pela polícia desde 2015 e acabou preso depois de cair em uma emboscada no bairro Morada da Barra, em Vila Velha. Ao chegar no local para tirar satisfações com outros criminosos da região, Neco foi recebido a tiros. Ele ficou ferido e foi buscar ajuda. Após isso, policias avistaram o homem, que foi detido com um pistola de 9mm.

Neco foi levado para um hospital do município e depois foi encaminhado para a Delegacia Regional de Vila Velha. Ainda na madrugada desta segunda-feira (27), ele foi encaminhado ao presídio de Viana, onde deve ficará à disposição da Justiça.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) confirmou a prisão do suspeito e informou que Marco Antônio Rodrigues Galdino encontra-se no Centro de Triagem de Viana.

Informações: Folha Vitória