PM muda estratégia após aumento de homicídios em Guarapari

O município de Guarapari entrou para o ranking das cidades mais violentas do Espírito Santo, e o comando da Polícia Militar decidiu mudar as estratégias para combater o crime.

De acordo com dados do governo do Estado, a cidade saúde está entre os 10 municípios que concentraram 74% dos homicídios no Estado de 2015 a 2018.

O novo comandante do 10º Batalhão da PM, o tenente-coronel Cleverson Mancini Lyra, declarou que o trabalho será intensificado nos quatro bairros de Guarapari que estão entre os mais perigosos do Espírito Santo: Jabaraí, Adalberto Simão Nader, Kubitschek e Coroado.

“A violência no Brasil, hoje, é endêmica. Sabemos que a violência faz parte do convívio humano e nós não conseguiremos extingui-la. Mas nós podemos controlá-la e esse é o nosso objetivo: controle da violência para que ela seja uma exceção”, afirmou.

Segundo o comandante, com a mudança de estratégia, a polícia estará cada vez mais próxima da comunidade.

“Nossa perspectiva de trabalho é dar o máximo à comunidade. Aquilo que for possível a Polícia Militar fazer, nós faremos. A PM pode muito, mas não pode tudo. Não podemos ter um policial em cada esquina, talvez nem em cada bairro. Mas, dentro da nossa possibilidade de atendimento à comunidade, nós vamos fazer.”

O comandante-geral da Polícia Militar, o tenente-coronel Moacir Leonardo Vieira Barreto Mendonça, afirmou que os índices de violência já estão sendo reduzidos.

“Apesar da sensação de segurança não ser medida por dados estatísticos, o Espírito Santo é um dos poucos estados do Brasil que já tem reduzido índices de violência, como os de homicídio e feminicídio. Muitas vezes isso não é notado por causa da pauta nacional. Porque o Brasil é um país violento”.

O tenente-coronel falou ainda sobre a importância do Programa Estado Presente. “Esse é um programa sistêmico, transversal, que trabalha a proteção social junto com a proteção policial, unindo políticas públicas, desenvolvimento humano e segurança pública”.

Novo comandante assume

O novo comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar (Guarapari), o tenente-coronel Cleverson Mancini Lyra, assumiu o cargo na última quinta-feira.

A cerimônia contou com a presença do comandante-geral da PM, o tenente-coronel Moacir Leonardo Vieira Barreto Mendonça, conhecido como comandante Barreto, e de várias autoridades do município.

Lyra está há 26 anos na PM e já trabalhou em Guarapari, entre os anos de 1996 e 2009. Antes de assumir o comando do batalhão, ele atuava como corregedor-adjunto da Polícia Militar e traz também a experiência de ter estado à frente de duas unidades operacionais e da academia da Polícia Militar.

“Guarapari cresceu, e em toda cidade que cresce há tendência de aumento dos crimes contra o patrimônio. A violência, infelizmente, faz parte da humanidade. Mas vamos trabalhar bastante para diminuir os índices de violência e para a população ter uma sensação de paz, uma sensação de que pode andar na rua em segurança”, disse o novo comandante do 10º Batalhão.

O tenente-coronel Wellington Pessanha, que ficou à frente da unidade por dois anos, apresentou, na troca de comando, os números de 2018. Ao todo, 1.623 pessoas foram detidas e 7.999 operações policiais foram realizadas. Também foram apreendidas 103 armas com potencial letal.

“Não é possível mensurar quantas vidas nós salvamos ou quantos patrimônios foram resguardados através da ação policial. O trabalho também teve o apoio da comunidade. Muitos criminosos foram retirados das ruas a partir de informações que moradores passaram pelo Disque-Denúncia 181.”

Informações: Jornal A tribuna