Justiça proíbe construção de prédio alto na praia de Peracanga, em Guarapari

A Justiça proibiu a construção de um edifício de 16 andares na praia de Peracanga, na Enseada Azul, no município de Guarapari. Para a tomada de decisão, a Justiça levou em consideração o “princípio da precaução” e “meio ambiente”, já que a região possui ruas estreitas, praias pequenas e saneamento básico limitado.

Uma construtora da região possuía licença para início das obras do edifício. Contudo, a Associação de Moradores da Enseada Azul (Ameazul) entrou na Justiça para barrar a construção. Agora, com a decisão, fica definitivamente suspensa a licença e proibida a construção de qualquer empreendimento alto no local.

A ação movida pela Ameazul contra a ocupação da construtora se estende desde 2011. Para o vice-presidente da associação, Gilvan Crabeira, a decisão veio em boa hora e merece ser comemorada.

“Existe uma grande preocupação quanto ao modelo de ocupação do local. Prédios muito altos trazem sobra na praia, descaracterização da paisagem, impedem a circulação do vento.

A cidade de Guarapari tem inúmeros exemplos de como a ocupação desenfreada da orla é prejudicial a qualidade de vida e atratividade turística”, ressalta.

A reportagem fez contato com a Prefeitura Municipal de Guarapari para saber se já houve notificação da decisão e entender em quais moldes devem ser as construções futuras na região, porém, até o momento, não obteve retorno.

Fonte: folhavitoria