Cidades do litoral do ES serão monitoradas por 1700 policiais durante o verão

A partir dia 26 de dezembro, 14 municípios do litoral do Espírito Santo serão monitorados por um efetivo de 1700 policiais.

O reforço no policiamento da região faz parte da Operação Verão, anunciada pelo governo estadual nesta quarta-feira (18). Drones com câmeras térmicas também auxiliarão no encontro e na captura de suspeitos.

“A Polícia Militar reforçará toda essa região de praia. Terá operações de trânsito, operações com equipamentos novos. E a polícia Civil vai reforçar as regionais dessa região (litorânea), mandando policiais de áreas de interior para reforçar esses plantões. O fato é que as áreas de interior, que tem cachoeiras e que também recebem um aporte de turistas, não ficaram desguarnecidas”, explicou o secretário de Estado de Segurança Pública, Roberto Sá.

A Operação Verão se manterá até o dia 1º de março. De janeiro até esta data, o Espírito Santo deverá receber cerca de dois milhões de turistas. Por isso, as cidades litorâneas serão acompanhadas de perto por 1400 policiais militares, sendo que 400 deles foram deslocados de outras regiões para fortalecer o cerco de segurança.

O comandante da Polícia Militar no Estado, coronel Márcio Eugenio Sartório, afirma que esses militares terão, inclusive, o valor de suas diárias de trabalho aumentado.

“Diárias cobrem alimentação e hospedagem, que nesse período na região litorânea tende a ter os valores aumentados. Então, majorou-se o valor das diárias em 50%, o que nos possibilitou ter um efetivo melhor, mais adequado e voluntário para ir para essa região para prestar um diferente serviço”, afirmou.

A Polícia Civil também contribuirá com o reforço. “Nós vamos utilizar aproximadamente 300 policiais. Vamos reforçar todas as regionais do litoral, desde Marataízes até Conceição da Barra e também as nossas especializadas, como Denarc (Departamento Especializado de Narcóticos), o Deic (Departamento Especializado de Investigações Criminais). Elas vão trabalhar nesse período em investigação para dar suporte à PM e aos plantões”, adiantou o chefe da PC no Estado, José Darcy Arruda.

Reforço virá do alto

Um dos diferenciais da operação é que para além dos efetivos, o monitoramento também virá do alto. A PM já conta com oito drones e acabou de comprar mais quatro.

Os novos equipamentos possuem câmeras térmicas, que são úteis na busca e captura de suspeitos em locais de difícil acesso, como as matas, e em aglomerações, como nas festas, além do patrulhamento noturno.

Fonte: g1