Buracos em Rodovia Estadual causam transtorno em São Mateus

A falta de cuidados do Departamento de Estradas e Rodagem do Estado, DER-ES com as rodovias estaduais atinge agora os usuários da Rodovia ES-315, que liga o distrito de Nativo, em São Mateus à localidade de Urussuquara, em Linhares.

Nesta segunda-feira (21), o flagrante de um ônibus escolar preso na pista levou o vereador de São Mateus, Jerri Pereira (PRTB) a buscar ajuda para resolver o caso junto ao deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD). Na ocasião, Jerri lamentou ser necessária a reclamação de um membro do legislativo estadual para que o caso tenha a devida atenção do órgão competente no Estado.

“É um descaso absoluto com a rodovia e não adianta que nós moradores e políticos locais procuremos o DER. Eu mesmo fui lá e acabei ignorado pelo Departamento. É revoltante porque essa é uma estrada importante e não sabemos mais a quem recorrer. Daqui a pouco não vamos mais conseguir passar de um lado para o outro”, desabafou o vereador.

Com a iminência do lançamento de um novo porto em Urussuquara, a rodovia passa a ter, além da sua importância social, um peso altamente relevante para a economia da região norte, noroeste e todo o Estado do Espírito Santo, o que abre espaço para o questionamento sobre a devida atenção dispensada pelo DER-ES à via.

Recentemente destacado pela mídia por convocar o diretor-presidente do Departamento no Estado, o deputado estadual Enivaldo dos Anjos terá agora novos argumentos para levar a Ênio Bérgoli em sua visita à Assembleia Legislativa.

“Novamente o DER demonstra não estar devidamente atento às demandas e necessidades do povo capixaba e é com muito incômodo que volto a oficiar este órgão para que tome as providências que lhe cabem. Não deveria ser necessário que fizéssemos esse tipo de abordagem, mas o descaso tem sido tamanho que não podemos ficar de braços cruzados”, disse o deputado, revoltado após ver as cenas de crianças presas em um ônibus atolado na rodovia.

Recentemente, o DER-ES anunciou o início das obras de recapeamento da rodovia, mas não há indícios que a obra esteja acontecendo no local. Além da falta de cuidados do órgão estadual, o município de São Mateus, onde aconteceu o incidente com os alunos de escola pública, não se movimentou para ao menos reduzir os impactos causados pela chuva na estrada.

“Importante ressaltar que não houve qualquer movimento do prefeito da cidade para amenizar a falta de cuidados com a rodovia. Mesmo que não seja obrigação do município, a permanência das crianças na escola é de interesse da cidade e nem mesmo uma brita foi jogada no lugar para diminuir os buracos. Por outro lado a gastança de dinheiro em festas é mais do que recorrente em São Mateus”, disparou Enivaldo, que está encaminhando um ofício ao DER-ES para que tome providências sobre o caso.