Suspeito de espancar menina de 5 anos até a morte é detido; mãe vai ao DML liberar o corpo

544

O padrasto da menina de 5 anos que morreu com sinais de espancamento, foi detido e compareceu ao Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para a realização de exames. Ele será encaminhado para o Centro de Triagem de Viana, por ser o principal suspeito de matar a criança.

Poucos minutos antes da chegada do suspeito ao DML, a mãe da criança também chegou ao local para realizar a liberação do corpo. Ela estava muito abalada por conta do ocorrido e acompanhada por um familiar.

A menina morreu após, supostamente, ser espancada no bairro Cidade Nova, na Serra. Ela foi socorrida por uma equipe da Eco101, com hematomas na barriga, no abdômen, nas mãos e na cabeça. Tudo aconteceu por volta das 18 horas de segunda-feira (19).

De acordo com informações, a mãe da criança, de 23 anos, saiu de casa para ir até a autoescola fazer aulas por volta das 14 horas. Com isso, a criança teria ficado sozinha com o padrasto. Pouco tempo depois, ela recebeu uma ligação da irmã dizendo que a criança estava desacordada.

Quando a mãe voltou para a casa, por volta das 18 horas, ela e o padrasto levaram a menina até um posto de apoio da Eco101, em busca de socorro. Ele alegou que a menina passou mal, vomitou e pediu para dormir após o almoço.

Os socorristas chamaram a Polícia Militar, que foi até o local. No Departamento Médico Legal (DML) constataram que a vítima, que já estava morta, tinha muitos machucados pelo corpo, com sinais de espancamento.

Posteriormente, todos foram encaminhados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. O padrasto, de 35 anos, foi questionado pela polícia, mas preferiu não falar nada sobre o assunto. Ele foi autuado em flagrante por homicídio por ter ficado em casa sozinho com a criança e será encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. A Polícia Civil continuará investigando o caso.

Informações: Folha Vitória