Estrelas-do-mar são encontradas mortas na orla da Praia de Camburi

148
Secretaria de Meio Ambiente de Vitória informou que mudança na maré pode ter sido o motivo

Várias estrelas-do-mar foram encontradas mortas por uma moradora de Vitória na orla da Praia de Camburi. As imagens foram feitas pela funcionária pública Michele Caliman no dia 21 deste mês enquanto ela fazia uma caminhada na praia.

“Nunca tinha visto uma cena dessas”, relatou a moradora, que diz que perdeu a conta de quantas estrelas mortas encontrou.

O biólogo Danilo Camargo informou que podem ter sido vários os motivos da aparição da grande quantidade de estrelas-do-mar no local.

Além do movimento forte das marés, a obra de engordamento na Curva da Jurema pode ter revolvido o fundo e com a correnteza, os animais podem ter chegado no local.

Ainda segundo o biólogo, as estrelas-do-mar são animais inofensivos, que podem ter se deslocado até a Praia de Camburi em busca de moluscos.

A orientação é levar o animal de volta para o mar, de preferência em uma região sem muita onda.

A Prefeitura de Vitória enviou uma nota dizendo que as estrelas-do-mar são animais que vivem em abundância no litoral de Vitória, e que, nos últimos dias,  o mar muito agitado e a maré de sizígia produziu as maiores marés altas e as menores marés baixas, o que possivelmente pode ter levado alguns animais para a faixa de areia.

Uma equipe de técnicos da Secretaria de Meio Ambiente de Vitória (Semmam), formada por oceanógrafo, biólogo e uma engenheira ambiental, vem monitorando pessoalmente e diariamente as águas. Segundo a secretaria, a praia está com a balneabilidade própria em toda extensão nos últimos dias, e os técnicos não constataram nenhuma anormalidade.

Sobre a possibilidade trazida pelo biólogo de que o aparecimento das estrelas seria por conta da obra na Curva da Jurema, a Prefeitura disse que descarta a hipótese, porque  a parte superficial (onde esses seres viveriam) dragada foi transportada para a Curva da Jurema, região até mais abrigada.

Ainda segundo a nota, equipes monitoraram a chegada da fauna no material dragado e não foi verificado esses seres.

Informações: Folha Vitória