Conceição da Barra: moradores improvisam barreira para evitar entrada de turistas em Itaúnas, ES

125

Moradores de Itaúnas, em Conceição da Barra, no Norte do Espírito Santo, improvisaram uma barreira para evitar que turistas entrem na vila. O objetivo é impedir a chegada do novo coronavírus (Covid-19) na região, que não registrou nenhum caso da doença até esta sexta-feira (03/04/2020). Conhecido como a capital nacional do forró e pelas dunas, o distrito é um ponto turístico muito procurado no estado.

Já na estrada que dá acesso à vila, um cartaz pede a compreensão dos visitantes, com os dizeres “Vamos nos unir ao mundo ficando em casa! Não é férias”. Já perto da entrada, manilhas de concreto e estruturas de madeira foram colocadas no meio do caminho.

Moradores se revezam no local, para orientar os motoristas que chegam. Só é permitida a entrada de quem realmente precisa chegar até a vila.

O técnico em materiais Marcelo Olímpio foi autorizado a entrar porque precisava entregar uma encomenda a um amigo. Mas a orientação foi de que não se hospedasse na vila. “Achei correto, para proteger a população da cidade e turistas. Vem muita gente de fora”, disse.

A barreira foi criada depois que a comunidade percebeu que, mesmo com a recomendação de isolamento social, havia turistas na região. “Sabemos que a melhor maneira de contenção desse vírus é o isolamento social e a gente não estava tendo isso aqui”, disse o artesão Vitor Wilson.

Morador da vila há 40 anos, Amaral Alves Campos se uniu aos outros para reforçar a barreira. “Nossa vila é pequena e a gente não tem estrutura para uma doença dessa. Cada um tem que fazer a sua parte”, disse.

Eulo Mourão é dono de uma pousada na vila, que está fechada desde o dia 20 de março, quando os últimos hóspedes saíram. Depois disso, todas as reservas foram canceladas. A previsão inicial era reabrir no dia 7 de abril, mas ele sabe que esse período vai se estender.

Mesmo que isso comprometa o trabalho e a renda dele, Eulo apoia o movimento dos moradores. “A vila estava tendo uma movimentação externa de turistas e isso foi uma reação da comunidade com receio de que isso fragilizasse ainda mais em relação à pandemia”, disse.

No distrito, apenas setores essenciais do comércio estão funcionando, como mercearias e farmácias.

Um decreto da prefeitura de Conceição da Barra proíbe o acesso às praças, praias, parques, rios e ao calçadão da orla, até o dia 21 de abril.

A prestação de serviço de transporte rodoviário municipal, intermunicipal ou interestadual por ônibus ou vans que tenham como ponto de partida ou chegada ao município também está temporariamente suspensa.

Fonte: g1