‘Chegando hoje no ES, iniciaremos às 17h’, diz governador sobre vacina contra Covid-19

159

Governador Renato Casagrande informou que se as doses da vacina contra a Covid-19 chegarem ao estado nesta segunda-feira (18), a vacinação vai começar a partir das 17h — Foto: Giovani Pagotto/Governo do ES

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou o início da vacinação contra a Covid-19 no estado para esta segunda-feira (18), assim que as doses da vacina chegarem. A previsão é de que a primeira dose da vacina seja aplicada em servidor da área da saúde às 17h.

Casagrande disse que a vacinação vai começar pelos profissionais do hospital de referência no tratamento da doença no estado, o Jaime Santos Neves, na Serra, na Grande Vitória.

“Dia histórico para a ciência brasileira. Estou participando em São Paulo da entrega simbólica do primeiro lote de vacinas aos estados. Chegando hoje no ES, iniciaremos às 17h a vacinação pelos profissionais do hospital de referência no tratamento da Covid, Jayme Santos Neves”, disse o governador.

Em coletiva na manhã desta segunda, durante o ato simbólico de entrega das doses, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que os estados podem começar a vacinar nesta segunda.

A distribuição das vacinas é feita com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e caminhões com áreas de carga refrigeradas.

Depois que o governo federal entregar as vacinas aos estados, os governos estaduais irão se encarregar de levar as vacinas até os municípios em parceria com o Ministério da Defesa.

Distribuição das vacinas é feita com aviões da Força Aérea e caminhões com áreas de carga refrigeradas — Foto: Giovani Pagotto/Governo do ES

De acordo com o Ministério da Saúde, o Espírito Santo vai receber 95.440 doses e 48.246 pessoas devem tomar as duas doses da vacina na primeira fase da vacinação.

O público-alvo dessa primeira etapa da imunização é formado por trabalhadores da saúde da linha de frente no combate à doença; pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência; pessoas a partir de 18 anos com deficiência residentes em residências inclusivas; e população indígena vivendo em terras indígenas.

As doses enviadas neste primeiro momento são da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac aprovada pela Anvisa neste domingo (17).

Informações: G1