Beneficiários receberão automaticamente as parcelas extras do auxílio de R$ 600

1091

Após o anúncio da prorrogação das parcelas do auxílio emergencial, na última terça-feira (30), o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que aquele que já está recebendo o auxílio emergencial de R$ 600 não precisa fazer nada para obter as duas parcelas adicionais anunciadas pelo governo.

Portanto, o depósito será feito automaticamente. Além disso, haverá a possibilidade de dividir cada parcela em mais de uma no mesmo mês. O presidente da Caixa informou que o calendário do pagamento das próximas duas parcelas já está pronto, mas que o formato do pagamento ainda será definido nos próximos dias.

“Temos 65 milhões de cadastros aprovados. Um milhão de pessoas que a Dataprev ainda analisa. Todas essas pessoas que receberão as três primeiras parcelas vão receber as cinco no total”, disse, após cerimônia no Palácio do Planalto.

Forma de pagamento indefinido

Durante o anúncio da prorrogação,  algumas dúvidas em relação a como será o pagamento surgiram. O ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que R$ 600 da parcela poderão ser divididos em mais de um pagamento no mesmo mês.

“Nós ainda estamos conversando e devemos anunciar muito em breve esse cronograma”, disse Guimarães.

“O que está em discussão é o cronograma. Serão R$ 600 pagos no mês. Como serão pagos? Se por depósito na conta digital, se serão um ou dois depósitos no mês, é exatamente isso que falta anunciar, no detalhe”, explicou Guimarães.

Saques vão demorar mais

De acordo com o presidente da Caixa, o cronograma deve seguir os modelos anteriores, de priorizar os depósitos digitais para evitar aglomerações nas agências bancárias. “Os saques vão demorar mais. Vamos detalhar nos próximos dias.”

Ainda, foi informado pelo presidente do banco que os depósitos na conta digital acontecerão em julho e agosto.