Ex-marido tenta forçar mulher a tomar remédio para aborto e acaba preso; suspeito perseguiu vítima até delegacia

24

Um homem foi preso suspeito de agredir e obrigar a ex-mulher a tomar um remédio para interromper a gestação. Há menos de duas semanas, ela descobriu que está grávida do atual namorado. O ex-marido não gostou da notícia e resolveu agir contra o nascimento da criança.

A vítima é uma empregada doméstica de 30 anos. Assim que soube da gravidez, ela usou as redes sociais para dar a notícia aos amigos. O que ela não esperava era que o ex-marido ficaria muito irritado com a informação. Tudo aconteceu no dia do aniversário do filho deles, de 6 anos.

A mulher acusa o ex-marido de tê-la obrigado a tomar um remédio que poderia causar o aborto. Durante a briga, uma das formas de agressão entre eles foi com mordidas, o que deixou marcas no corpo dela e do ex-marido.

De acordo com a empregada doméstica, ela tem medida protetiva contra o ex-marido desde outubro do ano passado. Dessa vez, a ex-mulher procurou a delegacia de Vila Velha para denunciar o agressor. No entanto, ele a seguiu até o local. A mulher chegou a levar o medicamento que o ex-marido estava portando.

O caso foi encaminhado para o Plantão Especializado da Mulher, em Vitória. O suspeito foi autuado pela Lei Maria da Penha e encaminhado para o presídio.

Informações: Folha Vitória