Polícia apreende cartas com ameaças de atentado a órgãos do Estado

50

Cartas apreendidas pela polícia nesta segunda-feira (4) mostram o plano de uma facção criminosa de realizar atentado contra órgãos do Estado. Segundo a Polícia Militar, a o grupo denominado “Facção Crime do Estado” atentaria contra a ordem pública caso não tivessem suas reivindicações atendidas pelo Estado. O material foi apreendido em Vila Nova de Colares, na Serra.

Pela carta é possível ter noção de algumas reivindicações dos criminosos. A principal queixa é acerca de revista indevida a familiares de detentos que estão no Centro de Detenção de Vila Velha. Além disso, eles alega perseguição aos parentes e falta de “Direitos Humanos na cadeia”.

Carta atribuída à Facção Crime do Estado com reivindicações dos criminosos. (Foto: Divulgação/PM)

Carta atribuída à Facção Crime do Estado com reivindicações dos criminosos. (Foto: Divulgação/PM)

O material foi encontrado com um homem a bordo de um Toyota Corolla de cor cinza. Durante patrulhamento na rua Presidente Pedreira, as equipes da Força Tática visualizaram o veículo arrancando bruscamente ao perceber a presença da polícia.

O carro foi perseguido até a rua Alfredo Galeno, onde os ocupantes do Corolla desembarcaram e passaram a efetuar disparos contra os militares, segundo o boletim de ocorrência. Após a troca de tiros, os outros dois criminosos fugiram para um matagal.

No entanto, um dos ocupantes do carro foi preso. O veículo tinha restrição de furto e roubo desde sexta-feira (2). Dentro do Corolla, os policiais encontraram a carta e um galão de gasolina.

O homem detido não teve a identidade revelada. Ele e o veículo foram encaminhados pelos policiais e entregues na 3ª Delegacia Regional da Serra.

A Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Sesp) e Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) foram procuradas pela reportagem. No entanto, não houve retorno até a publicação da matéria.

Informações: Tribuna On Line