Costureira é encontrada morta dentro de casa incendiada em Piúma, ES

31

Uma costureira de 53 anos foi encontrada morta dentro de uma casa que foi incendiada na madrugada desta quarta-feira (21), no conjunto habitacional Lago Azul, em Piúma, Sul do Estado. Segundo a polícia, o fogo não começou de forma acidental. O corpo estava no banheiro, com uma parte queimada, mas também um grave ferimento na cabeça.

Vizinhos contaram que o fogo começou por volta das 0h30, mas como não foram ouvidos gritos de Celma, o início do incêndio não foi percebido. O socorro só foi chamado depois que um homem que passava na rua viu as chamas e o Corpo de Bombeiros foi acionado.

O delegado responsável pelo caso disse que estão sendo trabalhadas várias linhas de investigação e a única que já foi descartada é de que o fogo foi acidental, após a evidência do corpo ferido no banheiro. Inclusive, já há suspeitos.

Mais informações não serão passadas por enquanto para não atrapalhar as investigações.

Costureira recebia ameaças

Celma morava sozinha na casa, era separada e tinha três filhos. Uma mora em Salvador e os outros dois na Paraíba.

O delegado disse que Celma chegou a procurar a Polícia Civil três vezes para registrar ocorrência de que estava sendo ameaçada, mas não foi informado o nome de quem ela estava temendo.

Além de costureira, Celma também era manicure e atendia a comunidade de Lago Azul. Era muito querida e conhecida pelos vizinhos.

O corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Cachoeiro de Itapemirim, onde serão feitos os exames que vão apontar a causa da morte.

Fonte: g1