Adolescentes são assassinados durante tiroteio em Cariacica

40

Dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram assassinados no bairro Retiro Saudoso, em Cariacica, na Grande Vitória. Eles foram mortos durante um tiroteio na noite de segunda-feira (1).

Os corpos foram encontrados na rua na manhã desta terça-feira (2). O caso é investigado na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ninguém foi preso.

Os dois meninos foram mortos no meio da rua. No local, a perícia da Polícia Civil encontrou mais de 40 cápsulas de munição.

Segundo os familiares dos adolescentes, eles tinham envolvimento com o tráfico de drogas. A mãe do menino de 17 acordou com a notícia da morte do filho. A auxiliar de serviços gerais contou que adotou ele ainda criança e há dois anos o adolescente se envolveu com o tráfico.

“A gente deu muito conselho sobre tudo que o mundo tem para oferecer de coisa ruim e coisa boa. Eu ajudei a cuidar, a mãe dele abandonou quando era bebezinho, tinha dois meses. A avó arrumou outro lugar para ele ficar, mas ele quis voltar. Ele disse para a gente não se meter na vida dele. Mesmo com as barbaridades que ele me disse, continua sendo meu filho e é um choque. Eu nunca imaginei que a gente fosse passar por isso”, lamenta a mãe.

Os familiares do outro adolescente assassinado também foram ao local do crime. Segundo o pai, ele já sabia que isso poderia acontecer. O menino estava sob cuidados da avó.

“Meu ex-cunhado me ligou avisando. Eu já esperava porque quando ele morava comigo não era fácil e veio para cá. Primeiro ele veio morar comigo, morou comigo um ano e tivemos umas desavenças por causa disso mesmo, dele se juntando com quem não presta. Depois ele veio morar com a avó”, contou o pai, ajudante de caminhão.

Ele afirma que nunca faltou comida, atenção e carinho. O menino teve contato com o tráfico por conhecidos na escola. “Depois disso ele começou a roubar dentro de casa e, arrumando o quarto dele, eu achei várias porcarias. Ele queria mandar em mim”, contou o pai.

Segundo a avó, o adolescente já não morava com ela. Por isso, ela alugou uma quitinete para o neto. Ela contou que pediu que ele ajudasse com R$ 100 para pagar o aluguel e para comprar comida.

“Ele desapareceu e apareceu depois que já tinha pago. Combinei com o proprietário que ele pagaria a luz. Ele ia todo dia em casa me pedir para fazer comida. Eu falei que estava difícil comida, mas que faria para ele e para o amigo. Ontem ele levou comida e suco de jenipapo”, contou.

Um morador contou que escutou os disparos. Segundo o ele, que por segurança não quis se identificar, a polícia foi expulsa do bairro na tarde de segunda.

“A polícia foi posta para correr. Eles tinham cachorros e soltaram nos policiais. Os policiais preferiram recuar”, contou um morador.

Polícia Civil

Peritos da Polícia Civil estiveram no local. Foram recolhidas mais de 40 cápsulas de balas na rua. A Polícia Civil informou que até o momento nenhum suspeito foi detido. O caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cariacica.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, onde aguardam identificação para a liberação.

Informações: G1/ES