Paralisação: 425 ônibus parados e mais de 800 funcionários sem trabalhar na Grande Vitória

78

Ao menos 425 coletivos que atendem principalmente os municípios de Cariacica, Vila Velha e Viana, estão sem circular na manhã desta quarta-feira (13). De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus), o Seletivo também está prejudicado e 30% da frota do Mão Na Roda sem circular na Grande Vitória. Com isso, 884 trabalhadores continuam impedidos de sair das garagens.

Por meio de nota, a GVBus afirmou ainda que o Sindirodoviários ‘insiste em um movimento ilegal e hoje fechou as saídas de duas garagens’, o que pegou a população de surpresa.

“Eles questionam a jornada reduzida praticada por algumas empresas, que está prevista no artigo 58 da CLT. Reforçamos que as empresas estão agindo de acordo com a lei. Ressaltamos que a decisão do Tribunal Regional do Trabalho sobre essa questão já estava marcado há alguns dias para hoje, às 13 horas. Ou que não justifica essa paralisação, já que a discussão estava nas mãos da justiça”, afirma em nota.

Paralisação
Como anunciado na terça (12), representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Espírito Santo (Sindirodoviários) passaram a noite em frente a garagem da empresa Santa Zita, em Viana. Agora, além dela, a garagem das empresas Praia Sol e Vereda, no município de Vila Velha, também amanheceu fechada.

A paralisação dos rodoviários teve início às 04 horas de terça-feira, quando eles se reuniram em frente a garagem da empresa para impedir a saída dos ônibus. A jornada de trabalho reduzida e a insegurança dentro dos coletivos na Grande Vitória são as principais reivindicações dos rodoviários.

Informações: Folha Vitória