“Interrupção da BR 259 é atestado de incompetência”, diz deputado do Norte

1054

Em discurso duro da tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (20), o deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) considerou um “atestado de incompetência da engenharia brasileira” o transtorno causado pelo deslizamento de rochas que interrompem o tráfego de veículos na BR 259, entre Colatina e Baixo Guandu, há mais de 15 dias.

“Basta fazer uma pesquisa rápida na internet para se ver como outros países resolvem esse tipo de problema. No Japão, eles reconstroem rodovias e pontes em menos de uma semana, enquanto aqui no Brasil não se resolve o problema de umas pedras que rolam para o leito da rodovia. Em soluções de emergência fazem-se coisas muito maiores que essas mesmo aqui no Brasil”, disse Enivaldo.

O deputado comparou o DNIT ao DER-ES em termos de competência: “As rodovias capixabas ficam esburacadas e esses órgãos dão desculpa de que é por causa da chuva. Registro aqui o protesto pela falta de competência do DNIT para garantir o direito de ir e vir da população.

As pessoas têm que fazer desvios de 60 e até 80km para vir do Leste de Minas a Vitória”. A contratação emergencial das obras de recuperação do km 79 da BR 259, por pouco mais de R$ 5 milhões, foi anunciada pelo DNIT ainda nesta terça-feira (20), de acordo com as informações que circularam na Assembleia.

 

COMPARTILHAR