Vereadores de São Mateus convocam servidores demitidos para participar de sessão nesta terça (20)

802
Grupo dos seis vereadores

Os servidores aposentados da prefeitura de São Mateus, que foram demitidos pelo prefeito Daniel do Açaí, no final da semana passada, estão sendo convidados por um grupo de vereadores do município a comparecerem na sessão da Câmara Municipal nesta terça feira, 20 de fevereiro de 2018.

De acordo com um vereador, o Sindicato, segundo ele, pode estar tentando esvaziar a sessão de amanhã (terça). O vereador Jorginho Cabeção, foi bem claro em dizer, “com esta ação, o sindicato quer impedir os funcionários públicos ouvir a verdade sobre os fatos que levaram o prefeito a exonerar os servidores públicos municipal (aposentados)”, conclama Jorginho.

“Vamos divulgar em todos os grupos, pois juntos somos fortes”, finaliza o vereador Jorginho.

O grupo de seis vereadores de São Mateus, é composto pelo presidente da Câmara Carlos Alberto (PSB) e pelos vereadores Jerri Pereira (PRTB), Jozail Bombeiro (PTB), Ajalirio Caldeira (PHS), Antônio Temperinho (PRTB) e Jorge Recla (PTB), declararam total apoio aos servidores.

Entenda o caso

O grupo de seis vereadores de São Mateus, composto pelo presidente da Câmara Carlos Alberto (PSB) e pelos vereadores Jerri Pereira (PRTB), Jozail Bombeiro (PTB), Ajalirio Caldeira (PHS), Antônio Temperinho (PRTB) e Jorge Recla (PTB), declarou total apoio aos servidores.

Damos total apoio aos servidores públicos aposentados que estão sendo exonerados injustamente por um governo Cassado”, declarou o presidente da Câmara, Carlos Alberto.

Em sua declaração, ocorrida na manhã deste sábado, os vereadores reforçaram ainda a recomendação para que os servidores participem das sessões da Câmara para darem apoio à luta por melhorias na cidade.

Daniel da Açaí atualmente recorre  de uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), onde seu mandato é cassado por comprovação de denúncias de compra de votos em 2016.

Na época o prefeito se valeu da crise de abastecimento de água para angariar votos com a população ao distribuir o recurso em caminhões que continham seu nome e número de votação. Além de distribuir água mediante à promessa do voto recebido.

A decisão sobre o recurso cabe agora ao Tribunal Superior Eleitoral.

Enivaldo dos Anjos entra no caso

Enivaldo dos Anjos

Após ser comunicado da decisão da prefeitura de São Mateus em exonerar os servidores aposentados que seguiam na ativa pelo município, o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) anunciou que oferece apoio jurídico à categoria que, em sua opinião, está passando por uma injustiça no momento.

“Quero que os servidores saibam que acredito na luta que eles estão travando. Um advogado estará à disposição para orientar e dar apoio”, explicou o deputado antes de desabafar: “É incrível o que essa gestão de São Mateus tem feito para prejudicar os servidores e cidadãos”.

Segundo a Constituição, mesmo aposentado o servidor tem o direito de permanecer em seu setor até completar 75 anos. A legislação, além de assegurar trabalho a pessoas idosas, existe para a continuidade do serviço público em setores onde há mão de obra especializada.

Entretanto, com uma justificativa pouco clara – onde cita queda fiscal e estar acima do limite fiscal sem dar detalhes –  o prefeito de São Mateus, Daniel da Açaí assinou o decreto exonerando e revoltando servidores da prefeitura.

“Onde está o sindicato? Cadê os vereadores que diziam lutar pelos servidores?Jaciara e Paulo Chagas levantaram essa bandeira na campanha”, cobrou revoltado o servidor João Siqueira.

 

COMPARTILHAR