Justiça decreta prisão preventiva de homem suspeito de arrastar cachorro até a morte em Jaguaré

108

O homem suspeito de arrastar um cachorro até a morte pelo centro de Jaguaréa no norte do estado, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. A decisão foi tomada durante audiência de custódia, realizada na tarde desta quarta-feira (14)

A Justiça determinou que Manoel Batista dos Santos Júnior, de 32 anos, deve continuar preso por, segundo a decisão, colocar em risco a segurança social. A decisão destaca ainda a forma cruel como o homem agiu com um animal que sofreu maus-tratos até a sua morte e a ação pouco colaborativa com a polícia.

Manoel é suspeito de arrastar um cachorro, amarrado por uma corda à traseira de um carro, pelas ruas de Jaguaré, na última segunda-feira (12). A ação foi flagrada por imagens de câmeras de segurança da região.

Em depoimento, Manoel disse que fez isso com o animal porque ele parecia estar doente e com fome o que o levou a pensar que o cão deveria ser sacrificado.

O homem foi autuado em flagrante por maus-tratos e, caso seja condenado, pode cumprir pena de até cinco anos de prisão. O suspeito segue preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus.

Informações: Folha Vitória